O futebol feminino vem ganhando cada vez mais espaço e admiradores ao redor do mundo, com jogadoras talentosas e equipes cada vez mais competitivas. E entre essas equipes, duas em particular se destacam pela rivalidade acirrada: EUA e França.

As seleções femininas de futebol dos Estados Unidos e da França têm uma história de confrontos acirrados, que já rendeu muita emoção aos torcedores. Em competições como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, as duas equipes já se enfrentaram diversas vezes, e cada jogo foi capaz de mexer com a emoção dos torcedores e das próprias atletas.

A rivalidade começou a se intensificar a partir de 2011, quando as duas seleções protagonizaram um confronto eletrizante nas quartas de final da Copa do Mundo do Japão. O jogo terminou empatado em 1 a 1 no tempo normal, mas as americanas conseguiram a vitória na prorrogação, com um gol de Abby Wambach que entrou para a história.

Desde então, as equipes se enfrentaram em outras competições, como a Copa do Mundo de 2015, na qual os EUA novamente venceram a França por 2 a 0, e também nos Jogos Olímpicos de 2016, nos quais as duas equipes acabaram se enfrentando nas quartas de final, com mais uma vitória para as americanas por 1 a 0.

Mas apesar dessa rivalidade acirrada, as duas equipes também já protagonizaram momentos de respeito e união. Em 2016, por exemplo, as jogadoras dos EUA usaram braçadeiras pretas em homenagem às vítimas do atentado à boate Pulse, em Orlando, antes de uma partida contra as francesas nas Olimpíadas.

Outro ponto interessante dessa rivalidade é que as duas equipes apresentam estilos de jogo bastante diferentes: enquanto as americanas apostam mais na velocidade e na força, a França tem um jogo mais técnico e refinado. Isso torna cada duelo ainda mais imprevisível e emocionante.

Neste momento, as duas seleções preparam-se para a disputa da Copa do Mundo de 2019, que será realizada na França. E sem dúvida, o confronto entre EUA e França será um dos momentos mais aguardados do torneio, com muito respeito, emoção e rivalidade em campo.

Em resumo, a rivalidade entre EUA e França no futebol feminino é uma das mais interessantes e acirradas da atualidade, com momentos marcantes e muita emoção em cada confronto. E o futuro ainda reserva muitas emoções para quem acompanha essas duas seleções de perto.